3

Lanternas de vidro reciclado

 Sou apaixonada por aquelas lanternas de vidro, as lanternas marroquinas, mas muitas vezes, elas são muito caras. Então, nessas minhas andanças pela net, encontrei várias ideias inspiradoras.
 Lanterna é um objeto destinado à iluminação. A palavra lanterna está em nosso idioma desde o século XIII, lá pelos anos 1200. Claro que o aparelho era muito diferente do que conhecemos hoje, possuindo material transparente ou diáfano disposto ao redor de uma fonte que dava luz por combustão. A palavra lanterna vem do latim lampter, que quer dizer "tocha", do verbo lampein, que quer dizer "brilhar".
 Já a palavra lampião, que é um termo mais antigo, vem do italiano lampione, lâmpada grande. Geralmente constituído de armação de metal ou cerâmica,  com um anteparo transparente,  o vidro, para proteger a fonte de luz, que pode ser uma vela, uma chama abastecida por combustível - querosene ou a gás -, este último mais recente na história, inventado em 1792, ou mesmo vaga-lumes, como era costume na antiga China.
 Antes do surgimento das lâmpadas elétricas, os lampiões eram usados nas atividades noturnas como forma de auxiliá-las e, muitas vezes, eram carregados até nas carruagens (eram os faróis). Hoje ainda são usados em algumas culturas, seja para a iluminação, ou como objeto de decoração (adoro!).
 Algumas lanternas a querosene eram usadas para a sinalização náutica e ferroviária até meados do século passado. Foram as lanternas de sinalização manual do metrô de Nova Iorque que inspiraram o desenhista de quadrinhos Martin Nodell a criar o personagem "Lanterna Verde", junto com o roteirista Bill Finger, em 1940.
 Essa é uma lanterna iraniana antiga:

  Hoje usamos as lanternas a pilha ou baterias quando acaba a energia em nossas casas, ou são usadas em acampamentos e minas.
 O lampião a querosene, como o da foto, é um excelente objeto de decoração em abientes mais rústicos. Eu tenho dois no rancho, um vermelho - que é um charme! - e outro verde.
 Não conheço nenhuma forma de "imitar" as lanternas marroquinas, pois são armações de metal com paredes de vidro.
 Mas, há várias formas de fazer sua lanterna marroquina, ou mesmo lanternas de vidro reaproveitados, que na minha opinião, são um charme.
 Vejam esse modelo que encontrei, é uma imitação maravilhosa das lanternas marroquinas:
 Aqui você encontra o passo-a-passo delas.
 Também encontrei vários outros modelinhos que podem igualmente ser feitos com aqueles vidrinhos lindos de geléia que nós nunca temos coragem de jogar fora.



 Elas ficam um charme no jardim de inverno ou mesmo na varanda. Em um dia de festa é show né?!, ou até em um jantarzinho com os amigos, na mesinha lateral ou formando um arranjo central na mesa.


 Não são lindos? Simples e lindos...
 Outras idéias também podem ser feitas com latas de massa de tomate, ervilha entre outras conservas. Você faz vários furinhos, aleatórios ou não, podendo formas desenhos, coloca uma vela dentro e pronto, fica lindo o efeito. Sente o drama...

 Eu adoro...já fiz destas e aprendi com o passo-a-passo super explicadinho aqui. Confira e faça a sua também, se você também é fan como eu.
 Voltando um pouco nas lanternas de vidro, dentro você pode preenchê-las com várias coisas como sal grosso, areia ou água, usando velas flutuantes, como vimos nas fotos acima e conferimos aqui também:
 *bloganatexcortinas
*joartflores.blogspot
 
 Gente, é isso...espero que tenham gostado das inspirações. Eu vou fazer algumas com uns vidrinhos lindinhos que tenho aqui em casa. Mostro o resultado em outro post.
 Beijinhos em todos!

*Várias imagens foram retiradas da net há tempos e eu não me recordo de onde, por isso, avise-me se for de sua autoria que darei os devidos créditos.*

3

Guirlandas de Páscoa

 Trouxe algumas guirlandas que fiz para a Páscoa. Amo guirlandas e tudo pra mim é motivo de fazer uma e pendurar na porta...


 E na falta de uma, fiz três!
 E então, gostaram?
 Logo trarei mais artes que ando fazendo para esperar o coelho da Páscoa - rsrsrs...
 Beijos, até.

0

Kit bebê provençal

  Vim rapidamente postar mais um kit de bebê. Esse kit foi pra mamãe Taís, que está esperando a Maria chegar. Aliás, ela chega na sexta-feira e que venha abençoada e com muita saúde!
 A mamãe da Maria adorou e modéstia parte, eu também! Adoro provençal, traz um ar bucólico e aconchegante. Confiram...






  Beijinhos a todos e até breve.
1

Preparativos para Páscoa

 Passado o Carnaval, agora já é hora de começarmos a preparar a casa para a chegada da Páscoa.
 Páscoa, que vem do hebraico Pessach, é uma época de renovação, renascimento, ressurreição. E é isto mesmo que os cristãos comemoram nessa data, a Ressurreição de Jesus Cristo. Morto crucificado na Sexta-feira Santa, seu corpo foi colocado em sepulcro onde permaneceu por três dias, até sua ressurreição.
 Por isso, a Páscoa é tempo de renascer, um momento para repensarmos nossas vidas, modificarmos nossas atitudes perante os problemas e dificuldades e agradecer todas as coisas que temos em nossa vida.
 Há vários símbolos relacionados a essa data, mas isso já é assunto para outra postagem.
 Fique com algumas inspirações para sua Páscoa!





 

  Beijinhos doces e bom final de semana...
1

Eba!!! É Carnaval...

 Então galera, já é Carnaval em várias partes do nosso lindo Brasil desde ontem, e hoje tem desfile!!!
 O Carnaval é uma festa que teve origem na Grécia entre 500 e 600 a.C. Era uma festa onde os gregos faziam seus cultos aos deuses em agradecimento pela fertilidade do solo e pela produção. 
 O Carnaval passou a ser uma festa adotada pela igreja católica em 590 d.C. A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação da Semana Santa pela Igreja Católica, no século XI. Esse longo período de privações acabaria por incentivar diversos tipos de festividades que antecederiam a Quarta-feira de Cinzas, o primeiro dia da Quaresma. A palavra carnaval está relacionada, desse modo, ao deleite dos prazeres da carne marcado pela expressão carnis valles que acabou dando origem a palavra, sendo que carnis significa carne e valles significa prazeres.
 Em geral o carnaval tinha duração de três dias, os dias que antecedem a Quarta-feira de Cinzas. Em contraste com a Quaresma, tempo de penitência e privação, estes dias são chamados " gordos", em especial a terça-feira, a terça-feira gorda, conhecida como mardi gras, termo que é sinônimo de carnaval.
 O carnaval da Antiguidade era marcado por grandes festas, onde se comia e bebia muito, procurando uma busca incessante pelos prazeres.
 No período do Renascimento as festas que aconteciam nos dias de carnaval incorporaram os bailes de máscaras, com suas ricas fantasias e os carros alegóricos. Ao caráter da festa popular juntaram-se outros tipos de comemoração e progressivamente a festa foi tomando o formato dos dias atuais.
 Durante esse período havia uma grande concentração de festejos populares. Cada cidade brincava de uma forma, de acordo com seus costumes. O carnaval moderno, feito de desfiles e fantasias, é produto da sociedade vitoriana do século XIX. A cidade de Paris foi o principal modelo exportador da festa carnavalesca para o mundo. Cidades como Nice, Nova Orleans, Toronto e Rio de Janeiro se inspirariam no carnaval parisiense para implantar suas novas festas carnavalescas. Já o Rio de Janeiro criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades como São Paulo, Helsinque e Tóquio.
 O Carnaval do Rio de Janeiro está atualmente no Guinness Book, como o maior carnaval do mundo, com um número estimado de 2 milhões de pessoas por dia, nos blocos de rua da cidade. Em 1995, o Guinness Book declarou o Galo da Madrugada, da cidade de Recife, como o maior bloco de carnaval do mundo.
  Mas como a Igreja faz para contar os dias e marcar a data certa do Carnaval? Todos os feriados eclesiásticos são calculados em função da data da Páscoa, com exceção do Natal. Como o domingo de Páscoa ocorre no primeiro domingo após a primeira lua cheia que se verificar a partir do equinócio da primavera (no hemisfério norte) ou do equinócio do outono (no hemisfério sul) , e a Sexta-Feira da Paixão é a que antecede o Domingo de Páscoa, então a terça-feira de carnaval ocorre 47 dias antes da Páscoa.
 Sendo assim o Carnaval ocorre próximo do dia de Lua Nova, assim, poderá calhar próximo do ano novo chinês, se cair antes ou próximo de 19 de fevereiro. No século XXI a data que ocorreu mais cedo foi em 5 de fevereiro de 2008 e a que cairá mais tarde será em 9 de março de 2038. Embora seja possível noutros séculos, o Carnaval não ocorrerá em 3 ou 4 de fevereiro no século XXI.
 Veja as datas em que ocorreram e quando ainda ocorrerá essa linda e alegre festa popular:

  • 2008 - 5 de fevereiro;
  • 2009 - 24 de fevereiro;
  • 2010 - 16 de fevereiro;
  • 2011 - 8 de março;
  • 2012 - 21 de fevereiro
  • 2013 - 12 de fevereiro;
  • 2014 - 4 de março;
  • 2015 - 17 de fevereiro;
  • 2016 - 9 de fevereiro;
  • 2017 - 28 de fevereiro;
  • 2018 - 13 de fevereiro;
  • 2019 - 5 de março;
  • 2020 - 25 de fevereiro;
  • 2021 - 16 de fevereiro;
  • 2022 - 1 de março;
  • 2023 - 21 de fevereiro.
  Agora que você já sabe de toda história por trás do Carnaval, diz pra mim: Como você festeja seus dias de Carnaval?
 Beijinhos a todos e tenham ótimos dias de folia.


 
3

Bom final de semana


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações