5

Buuuuuuuuuuuu...


 E hoje é dia de Halloween!
 Uma data cheia de controvérsias por não fazer parte da cultura do povo brasileiro. Alguns a aceitam e a comemoram, sem nem saber direito o porquê da festa e outros a condenam, justamente por não ser uma festa tradicionalmente brasileira.
 Eu gosto de fazer Halloween aqui em casa para as crianças e como não sou de fazer as coisas pela metade, há tempos fui me informar a respeito desta estranha comemoração que ganha cada vez mais adeptos aqui pelas terras brasileiras. E você, o que pensa sobre o Halloween?


 O Halloween acontece um dia antes da "festa de todos os santos" e a origem do nome vem da expressão "All hallow's eve", traduzindo fica "Véspera de todos os santos".
 A origem da festa vem dos povos celtas, antiga sociedade que habitava as Ilhas Britânicas, em que o dia 1 de novembro tinha um valor sagrado e cheio de positivismo. Os celtas acreditavam que o mundo seria ameaçado na véspera do evento pela interferência de demônios e fantasmas. Assim, a comemoração se dá início como uma forma de afastar a influência dos maus espíritos que ameaçariam suas colheitas através de figuras estranhas e assustadoras, entre outros símbolos que serviriam para afastar esses maus espíritos.
 Por ser peculiar ao mundo dos espíritos, o halloween foi logo relacionado à figura das bruxas e feiticeiras. Na Idade Média isso foi ainda mais intensificado ao modo que a Inquisição perseguiu e acusou diversas pessoas de exercerem a bruxaria. Os mortos também se tornaram comuns nesta celebração, pelo óbvio de não mais pertencerem ao nosso plano de vivência.
 Uma lenda que ficou famosa pelo mundo é a de Stingy Jack. De acordo com o mito irlandês, ele teria convidado o diabo para beber no dia de Halloween. Ao final da bebedeira, Jack muito sagaz, convence o diabo a se transformar em uma moeda para que a conta do bar fosse paga. Porém, ao invés de pagar pelas bebidas, Jack pregou a moeda em um crucifixo.
 Para se livrar do aprisionamento, o diabo aceitou um acordo com Jack, onde ele prometia nunca importuná-lo. Assim, ele foi libertado e nunca mais atormentou o homem. Mas, chegou o dia em que Jack morreu e assim não foi aceito no céu por ter feito um trato com o diabo. Ao descer para o inferno, também não foi aceito, por conta do acordo que havia feito com o diabo. Jack ficou solitário e perdido, porém o demônio lhe entregou um nabo com carvão que lhe serviu de lanterna.
 Na América do Norte os irlandeses levaram o Halloween e transformaram a lanterna de Jack em uma abóbora iluminada com traços humanos. Os disfarces e máscaras, muito utilizados nesta festividade, seriam para evitar que os espíritos que vagam neste dia reconheçam as pessoas.


 Para fortalecer a cultura brasileira, a Comissão de Educação e Cultura elaborou o Projeto de Lei Federal nº 2479, de 2013, que institui o 31 de outubro como sendo o Dia do Saci.
 A data de hoje homenageia a figura mitológica do imaginário folclore brasileiro. Há indícios de que a lenda do Saci tenha surgido no sul do Brasil, em meados do século XVIII, onde as histórias contadas pelos antigos narravam as travessuras de um pequeno índio de rabo que assustava os animais e destruía plantações.
 No entanto, quando a lenda chegou ao norte do país, as características do personagem se modificam. Era um moleque negro, que usava gorro e fumava cachimbo. A lenda também descreve o Saci como tendo apenas uma perna, pois a outra ele teria perdido em uma luta de capoeira.
 Agora que você já conhece a origem do Halloween, a lenda de Jack da Lanterna e a lenda do nosso Saci, o que acha de aderir a prática de festejar essa data?




 Eu trouxe algumas ideias para que você possa se inspirar, afinal, ainda dá tempo de montar uma brincadeira com as crianças ou até mesmo com os adultos. Lembrando que com a molecada é uma ótima oportunidade de ensinar sobre outras culturas, explicando a origem da comemoração e relacionando com o dia do Saci, também disseminando nossa cultura para os pequenos.
 Aqui em casa, fizemos o Halloween semana passada, por conta de no dia de hoje as crianças terem a festa que será realizada no colégio em que estudam. No ano de 2011 eu fiz o primeiro Halloween com meus filhos, ano passado não o fizemos por causa do falecimento da minha sogra, eu não tinha ânimo, pois fazia apenas um mês do triste ocorrido. Apesar dos insistentes pedidos do meu marido e dos meus filhos, eu não consegui organizar a festinha!
 Mas esse ano, já mais animada, apesar de estar lutando contra tantos sentimentos contrários a minha vontade, eu decidi organizar o Halloween aqui em casa mais uma vez. E foi muito bom, em certo momento da festinha, com as crianças correndo pra lá e pra cá, gritando e se divertindo, eu e meu marido olhamos um para o outro e eu disse: - Isso é o que faz a vida valer a pena! E ele prontamente concordou...
 E então, preparados para as horripilantes ideias? Vamos lá...


 Utilize vidros vendidos para lembrancinhas e coloque água com corante, imitando sangue. As crianças adoram e o efeito é bem legal!


 Se tiver castiçais em casa será ótimo, coloque velas brancas ou coloridas e divirta-se com o efeito assustador!



 Essa vela no vidro preto eu comprei para utilizar no Halloween. Se você não encontrar, vale pintar vidros reutilizados e colocar velas acesas dentro, o efeito é bem legal!


 As lanternas de Jack podem ser feitas com abóboras de verdade ou, você pode comprar aqueles baldes em formato de abóboras e colocar pisca-piscas dentro. Depois é só guardar o baldinho para os próximos Halloweens.


 Existem tantos itens horripilantes para decorar o ambiente na comemoração do Halloween, você pode investir em dois ou três itens mais elaborados e utilizá-los no ambiente por várias festas de Halloween. É o terceiro ano que esse pé macabro faz sucesso com a molecada!


 Você pode fazer das comidas um item a mais na decoração da mesa...
 Aqui cortei os marshmallows ao meio e decorei com uma pasta própria para confeitos, ficaram como fantasminhas!



 Os sanduíches em formato de tumba são fáceis de fazer. Basta cortá-los na forma desejada, rechear com os frios de sua preferência e escrever RIP - Rest in Peace, em português Descanse em Paz - siglas utilizadas nas lápides de países ingleses.


 O cachorro-quente é facilmente fantasiado de múmia! Faça a massa para cachorro quente assado, abra e corte em tiras, enrolando-as em volta das salsichas cortadas ao meio. Faça os olhos com mostarda.


 As teias são compradas prontas, basta esticá-las e ir pendurando pela casa. Fica surpreendente!




 Cupcakes com massa de cenoura e cobertura de brigadeiro...
 Viraram túmulos e...


...monstrinhos! Os olhinhos são comestíveis, não utilize nada sobre os petiscos que não sejam de comer! É arriscado para as crianças.



 Nenhum monstrinho pode ir embora da festa de horrores sem levar uma lembrança, não é mesmo? Saquinhos de TNT recheados de guloseimas...










 Anime-se, organize um pequeno evento com suas crianças ou até mesmo apenas entre adultos, o que vale é a interação e diversão...
 Vou me despedir de vocês e aproveitar para agradecer por todos os comentários carinhosos no post anterior, vocês têm um lugar especial dentro do meu coração!
 Beijos horripilantes a todos...
 Happy Halloween ou Feliz Dia do Saci!
16

Você já sorriu hoje?


 Hoje venho falar da importância de cultivarmos em nossa vida os pequenos gestos de manifestações de afeto e carinho. Os dias atuais são tão corridos, há tantas tarefas e obrigações a cumprir que deixamos de lado pequenas atitudes, deixamos de observar pequeninas belezas que nos cercam e assim deixamos passar...
 Como eu já relatei aqui no blog, venho passando por uma fase meio difícil na minha vida. Na minha casa está tudo bem, e agradeço a Deus por isso! Meus meninos tiveram umas semanas complicadas com virose, mas logo ficaram bem e meu marido é mais que um companheiro, é uma pessoa querida que me auxilia e me acompanha, me dando forças nas horas de dificuldades. O que tange minhas angústias está no relacionamento com pessoas que tenho muito carinho, eu diria que posso nomear como amor, aquilo que entendo como sendo este sentimento, mas que ainda não o obtivemos por excelência, porque o amor, o verdadeiro amor é aquele que não julga, muito menos condena, ele liberta, ele acalma e nos eleva, deixando-nos próximos da divindade misericordiosa.
 Pois ver pessoas queridas tomando rumos incertos, enxergar através das ações atuais sofrimentos futuros, me deixa cheia de tristezas e não há o que eu possa fazer, além do que já estou fazendo.


 Acontecimentos assim são de grande valia para nosso crescimento como seres humanos, quando somos capazes de enxergar transformações positivas dentro de nós através da prática da caridade sincera e sem interesses, através do companheirismo e do auxílio, mesmo sabendo que a pessoa irá cometer os mesmos enganos, nesse momento estaremos aptos para iniciarmos a partida rumo ao conhecimento do amor em sua essência. A partir do momento que identificamos essas capacidades dentro de nós e passamos a colocá-las em prática, inicia-se um processo contínuo de edificação moral e de elevação do nosso conceito do que realmente somos, nada mais do que vidros frágeis, todos capazes de falir a qualquer momento, necessitados do auxílio mútuo e da mão caridosa de Deus derramando sua misericórdia sobre nós...Somos todos iguais, nem melhores e nem piores, iguais!


 Hoje eu vivo um momento que me assusta, ter que estar ao lado de uma pessoa que tenho um carinho grandioso, mas que segue um caminho duvidoso, tem atitudes de inércia e estagnação diante de suas responsabilidades. Vivo me perguntando por que tem de ser assim, em alguns momentos sinto-me sufocar, procuro um lugar para fugir e me sinto em ruínas...Olho para o céu e peço a Deus que me ilumine e me dê forças para continuar lutando e seguindo de acordo com os propósitos de amor, caridade e perdão.


 Durante as dificuldades momentâneas da vida, porque tudo afinal passa, não há mal que eternamente dure, o que nos fortalece são os pequenos gestos e manifestações de carinho que citei no início do post. Perceber a divindade ao nosso redor através de pequenas belezas, uma gota d'água nas pétalas de uma flor, o orvalho da manhã na grama que inevitavelmente está pronta para receber nossos pés, os raios de sol entrando através da vidraça, a brisa que nos acarinha trazendo o frescor do entardecer...
 Isso tudo pode parecer piegas ou devaneios, mas quando atingirmos a capacidade de percepção das belezas que nada mais são do que criações perfeitas de Deus, seremos capazes de dominar pequenos acontecimentos infelizes, seremos capazes de enxergar que estes incidentes que nos trazem angústias e medos são pequenos diante da eternidade, que são passageiros diante do tempo infinito que nos resta para evoluir...



 Deus manifesta seu amor através do Sol, da chuva, do mar, do orvalho, da brisa, das flores, dos pássaros, dos rios e cachoeiras, do amanhecer até o anoitecer e continua manifestando esse amor, aconteça o que acontecer...E cabe a cada um de nós agradecermos por isso e aprendermos a demonstrar o carinho que temos por aqueles que nos cercam, exercitarmos o amor verdadeiro declarando-o em pequenos atitudes, assim como faz o Senhor em nossas vidas sem que nos apercebamos disto. Um sorriso sincero, um olhar de afeto, um bilhete escondido no bolso com uma declaração de amor, um aperto de mão ou um abraço afetuoso, um beijo acarinhando a face tristonha, um vigoroso bom dia e um carinhoso boa noite! Tudo isso fortalece a alma para continuar na caminhada pedregosa, revigora os ânimos, consolida nossas emoções para que tenhamos equilíbrio nos momentos de dificuldades.
 E que sejamos cada vez mais capazes de sermos luz mesmo estando rodeados de sombras...


 Peço desculpas pelo desabafo post, mas escrever sempre me fez muito bem, alivia minha alma e aqui, com as amizades que fiz e os comentários carinhosos que recebo sinto-me acolhida e fortalecida!
23

Aprenda como desidratar frutas


 Demorei, mas voltei! Meus meninos ficaram adoentados, uma virose terrível! Primeiro foi o caçula e agora o mais velho, febre, vômitos e dores abdominais! Muito soro caseiro, sucos, chás e biscoitos! Uma sopinha leve também está ajudando a recompor meus filhotes.
 Enfim...estou aqui com as novas experiências culinárias com frutas!
 As frutas desidratadas já eram feitas pelos homens na Antiguidade facilitando a sua conservação e também, por conta da escassez de alimentos no inverno. Além das frutas desidratadas, havia também o consumo dos frutos secos encontrados na natureza como as nozes, avelãs entre outras castanhas.
 A França foi o país pioneiro no processo de desidratar frutas por meios não naturais, criando assim em 1795, a primeira máquina de desidratar frutas.
 Porém, o consumo deste alimento não era tão expressivo e isto perdurou praticamente durante um século, sendo então, produzido em pequenas quantidades. O consumo das frutas desidratadas ganhou forças com o início da Primeira Guerra Mundial, pois necessitavam alimentar os combatentes com os diversos nutrientes que o corpo precisa, principalmente em uma ocasião como esta, onde as exigências corporais ultrapassam os limites normais.
 Com a Segunda Guerra a situação se repetiu, porém entre 1939 e 1944, os Estados Unidos desenvolveram técnicas para a desidratação de mais de 160 tipos de vegetais e frutas com o intuito de sua utilização para a alimentação das tropas em combate.
Ao longo dos tempos a utilização deste tipo de alimento ultrapassou as finalidades de alimentar soldados e tornou-se bem aceita pela população mundial.
 Há dois tipos de frutas desidratadas, os frutos secos oleaginosos e as frutas secas. Os frutos oleaginosos são as sementes e as frutas secas são as uvas passas, maçãs, damascos, ameixas...
 As frutas desidratadas mantém suas fibras e minerais inalterados e quando consumidas com moderação podem ser extremamente benéficas para a saúde, pois são fonte de potássio, magnésio, cálcio, ferro, vitaminas A e do Complexo B.
 O processo de desidratação das frutas consiste na retirada da água do alimento, porém, sua informação nutricional permanece inalterada. Muitas pessoas acreditam que este tipo de alimento não possui calorias, um engano, pois uma fruta desidratada equivale a uma fruta in natura.
 E por que será que as frutas secas são mais doces?
 Elas são mais doces porque a água é retirada, concentrando o carboidrato, reunindo o teor de sacarose. Em alguns processos de desidratação, como o das tâmaras, a fruta é embebida no açúcar, aumentando ainda mais o sabor adocicado e as calorias.
 Para fazer suas próprias frutas desidratadas você irá perceber que o processo é muito simples, porém, você terá de ter paciência para a realização da desidratação.
 Vamos fazer?

Frutas desidratadas

Ingredientes e materiais utilizados

  • Escolha a fruta que preferir, eu fiz com maçãs, peras e kiwis;
  • Suco de 3 limões, caso escolha as maçãs;
  • Canela, açúcar ou outras especiarias de sua preferência;
  • Papel manteiga
Modo de fazer

 Faça a escolha das frutas. Certifique-se de que estão em bom estado, sem nenhum sinal de apodrecimento.
 Caso escolha maçãs, corte-as da forma que preferir, com ou sem casca, poderá retirar o miolo ou deixá-lo, apenas fazendo a retirada das sementes. 
 Mergulhe as maçãs em água com o suco dos limões para que não escureçam.


 Pré-aqueça o forno a 90 graus por 15 minutos, se você não tiver como controlar a temperatura do seu forno ou se, por acaso, não houver esta temperatura, deixe-o na temperatura mais baixa que houver e mantenha a porta entreaberta durante o processo de desidratação.


  Seque as maçãs por completo e disponha-as em uma assadeira forrada com papel manteiga, neste momento você pode polvilhar açúcar com canela ou outra especiaria de sua preferência. Leve ao forno por 1 hora.



 É muito importante durante este tempo você monitorar o processo, se por acaso o seu forno não manter a mesma temperatura, pois elas poderão queimar!
 Depois de uma hora, retire-as do forno e cuidadosamente vire cada maçã, leve ao forno novamente por mais 2 horas, sempre monitorando de acordo com seu forno.


 No meu forno foram uma hora, depois virei e mais duas horas. Ficaram bem crocantes e ótimas, veja...



 Com os kiwis levou mais tempo e foi bem mais trabalhoso. A primeira assadeira acabou queimando, depois acertei, fui monitorando e virando-os de 30 em 30 minutos até dar 2 horas e 30 minutos e então deixei secar ao sol por 8 horas. Eles ficaram bem gostosos, mas não chegaram ao grau crocante que eu imaginei que fossem ficar. Confere as imagens...



 Aqui, uma hora depois...


 Ficaram com esta coloração mais escura porque durante o processo eu polvilhei açúcar mascavo sobre eles.


 Já as peras, deixei 1 hora sem mexer, depois virei e deixei mais 3 horas, monitorando também de meia em meia hora, ainda assim elas ficaram mais macias do que crocantes. Deixei secar ao sol por 8 oitos e ficaram assim...


 Espero que tenham apreciado. Não é difícil, mas é trabalhoso, requer tempo e paciência e por falar em paciência, já estou preparando uvas passas...Ficou curiosa? No próximo post conto mais!
 E vou aproveitar para divulgar o Sorteio que está acontecendo no blog Flor Criativa, da Rosinha! Eu já estou participando, clica no link e garanta sua participação também!


 Obrigada pelos comentários carinhosos no post anterior, este blog tem me ajudado muito e a amizade e as manifestações de afeto de cada pessoa que passa por aqui é muito importante pra mim.
 Fiquem com Deus! Até mais... 










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações