15

Mudando a rota da vida


 Quando a vida resolve te fazer mudar a rota não há como voltar atrás, ou há... Mas a incerteza e o arrependimento de não ter tentando é pior do que a mudança em si.
 Certos ou errados, vamos tentando buscar o melhor caminho para nossa transformação moral e quem pensa que isso é tarefa fácil, engana-se!


 Cada indivíduo é uma ilha, solitária e cheia de surpresas para serem descobertas... Cedo ou tarde encontraremos a absolvição para todos os nossos enganos e iludidos ou não vamos tentando buscar o caminho correto.
 Eu vou tateando dentro de meus próprios sentimentos e pra mim, mudanças não são tarefas fáceis. Pergunto-me se essa luta vale a pena e encontro as respostas em momentos de pura distração, flagrantes de simplicidade. Apesar de sentir-me frágil como um cristal e saber que minha fé é vidro trincado, eu vou olhando à minha volta e me apegando aos mais simples sentimentos, buscando as leis de Deus em tudo o que eu possa enxergar, vou construindo meu caminho e sinto que é hora de deixar algumas coisas pra trás e adquirir novos conceitos, enxergar novos horizontes.


 Estabeleço uma luta contra meus próprios sentimentos, na verdade contra meus medos, tudo o que me limita, tudo que me deixa de mãos atadas. Quando sou confrontada por mim mesma inicia-se uma guerra íntima, vencer ou não irá depender de meus próprios esforços e se estou disposta a sair de minha zona de conforto, adquirir novas formas de pensar e de ver o mundo, o que realmente é necessário para viver.


 Eu não sei explicar muito bem onde tudo começou, como começou... Só sei que hoje a mudança bate às portas do meu coração, impondo novas formas de viver a vida e gritando bem alto para que eu deixe muitas coisas para trás. Em alguns momentos me sinto plena e preparada, em outros nem tanto e em muitos é como se tudo fosse uma grande loucura e que eu deveria ficar onde estou!
 Porém, mesmo quando eu luto resistindo contra esta mudança, algo mais forte me impulsiona, me leva pra frente sem que eu nem perceba e quando olho, estou fazendo planos como se isso não me afetasse em absolutamente nada.


 Há seis anos atrás a vida nos proporcionou o lazer, a oportunidade de termos um lugar para descansar, repor as energias e vivenciarmos momentos de interação em família. Esse lugar era nosso rancho em Guaraci, uma cidadezinha acolhedora, de um povo bom e amigo, há uma hora e meia de Sertãozinho, nossa cidade natal.


 Tivemos bons momentos no rancho e, assim como em todo lugar, também tivemos momentos difíceis. Idealizei no rancho um lugar para receber a família, hospedá-los com carinho e ternura, mas nem sempre isso aconteceu e tive de lidar com essa dificuldade.


 Nem todos estão prontos para receber o que você oferece, nem todos querem receber o que você quer dar e meu coração se despedaçou tantas vezes ali que nem sei como consegui reconstruí-lo novamente... *longo suspiro


 Sentia-me sozinha, querendo acolher quem chegasse mas percebendo que não estava sendo da forma como idealizei. Com o tempo descobri que isso só acontece quando colocamos expectativas de bons momentos em outras pessoas e que a felicidade não deve depender de mais ninguém a não ser de nós mesmos.


 Foi um belo aprendizado! Percebo que cresci, amadureci e me tornei mais sensata, mais feliz quando parei de colocar expectativas no próximo e quando descobri que minha alegria só depende de mim, onde quer que eu esteja.
 Entre momentos de extrema alegria e contentamento que tivemos no rancho e dissabores que presenciamos e que necessitávamos passar, fizemos amigos de verdade em Guaraci e que estão guardados no nosso coração para sempre. Laços de amizade não se desfazem e perduram por toda a eternidade...


 Nessa postagem eu não vou conseguir transmitir todo o sentimento que está explodindo dentro do meu peito, pedindo para sair e gritando por liberdade! É uma mescla de mel e fel, coragem e medo, um longo caminho que irei postando aos poucos...

 
 


17

Vamos fazer bagunça ao ar livre! - Blogagem Coletiva Diversão

 Com a molecada dentro de casa o dia todo, a tarefa de inventar atividades para que possam interagir e divertirem-se não é nada fácil. Mas com criatividade e vontade de ser feliz tudo fica mais colorido!
 Aqui em casa, normalmente nós vamos para o sítio aos domingos e lá a diversão é garantida...

 Pular na lama como porquinhos!!!!


 Andar a cavalo! Uma aventura e tanto para as crianças...



 Construir uma tirolesa, mesmo que seja a meio metro de altura do chão! O bom de ser criança é que tudo é diversão, tudo é alegria!





 Fazer trilha no meio da mata! Essa é uma das melhores aventuras...



 Praticar a arte da fotografia ao ar livre... 



 Com essas atividades ao ar livre, venho participar da Blogagem Coletiva Diversão, uma deliciosa iniciativa da Alê do blog Alê - Bordados e Crochê e da Silvana do blog Meus Devaneios Escritos.


4

Férias???? Vamos fazer bolo! - Blogagem Coletiva Diversão


 Julho é sinônimo de férias escolares e quem tem filhos, sobrinhos, afilhados ou até mesmo as crianças de uma amiga sabe que é uma difícil tarefa e uma grande aventura mantê-los ocupados o dia todo!
 A alimentação da criançada é uma das principais preocupações das mães, já que em uma certa fase eles são mais seletivos e alguns alimentos essenciais para o crescimento, imunidade e hábitos saudáveis são deixados de lado. Frutas, verduras e legumes precisam estar fantasiados para que a molecada possa consumi-los e manterem bons hábitos alimentares.
 Trago uma receita fácil que as crianças irão adorar e com esta receita venho participar da blogagem coletiva Diversão, uma iniciativa das amigas Alê do Alê - Bordados e Crochê e Silvana do Meus devaneios escritos
 

 Bolo de Maracujá


 Ingredientes

  • 3 ovos;
  • 1 e 1/2 xícara de chá de açúcar;
  • 1 colher de chá de sal;
  • 125 gramas de manteiga;
  • 1 xícara de chá de suco de maracujá - utilizei suco natural feito em casa;
  • 2 xícaras de chá de farinha de trigo peneirada;
  • 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio;
  • 1 colher de chá de fermento em pó
 Calda

  • 1/2 xícara de chá de suco de maracujá com algumas sementes - utilizei suco natural feito em casa;
  • 2 colheres de sopa de mel;
  • 1/2 colher de chá de pectina - caso não tenha, utilize 1 colher de chá de amido de milho;
 Modo de fazer

 Peneire a farinha de trigo e acrescente o sal, o bicarbonato e o fermento em pó, reserve. 
 Bata as claras por cerca de 1 minuto, em seguida, acrescente o açúcar e as gemas, bata por mais 2 minutos. Acrescente a manteiga e bata até ficar homogêneo.
 Vá acrescentando o suco de maracujá e a farinha alternadamente até terminar. Bata até ficar uma mistura lisa e homogênea.
 Coloque em assadeira untada e enfarinhada, leve ao forno pré aquecido a 180 graus por cerca de 30 minutos ou até dourar.

 Calda

 Para fazer a calda, leve todos os ingredientes ao fogo mexendo até engrossar.
 Jogue a calda sobre o bolo assado e frio.
 Está pronto! É uma delícia...




 
  
6

Mega Artesanal 2015

 A Mega Artesanal sempre foi um sonho pra mim! Desde algum tempo eu acompanho a feira através dos blogs e vídeos postados por artesãs e apresentadoras presentes na feira.
 Esse ano, eu e meu marido nos organizamos para que pudéssemos ir à São Paulo para eu conhecer a tão sonhada Mega Artesanal. Não é fácil para nós sairmos daqui de nossa cidade e irmos até a capital, são aproximadamente 355 quilômetros de distância, quatro horas dentro do carro, pedágios, combustível, dia de trabalho que precisamos nos organizar para sair, comida, hospedagem... E com a crise no mundo, as coisas estão cada vez mais difíceis. Por isso, a necessidade de nos organizarmos meses antes!
 Foi uma viagem tranquila, saímos bem cedinho e eu fui feliz da vida conhecer a Mega e a Paty, do blog De tudo um pouco. Nos conhecemos através da última troca que a Silvana Cotrim fez, do blog Recicla, cria e...
 Fomos eu e meu filho mais velho, Guilherme. O caçula e meu marido foram passear no Zoológico! Altas aventuras para todos nós...


 O evento ocupa uma área de 33 mil metros quadrados e é dividido em setores, para maior conforto dos visitantes. Há o Pátio da Indústria, Paço do Comércio, Espaço Ateliê, Espaço Patchwork e Praça do Artesão.


 Com cerca de 100 mil visitantes de todas as partes do Brasil e de países vizinhos, a Mega Artesanal é a maior feira da América Latina especializada em produtos, técnicas e ferramentas para arte e artesanato.


 Gente, a primeira coisa que encontrei na Mega: Filas!!!!!
 Para uma pessoa calma como eu, tudo bem ficar uma hora na fila para entrar!!!!
 Posso dizer que valeu muito a pena cada fila que fiquei...
 Bom, depois de enfrentar fila para comprar as entradas e depois de fato, finalmente entrar, conheci a Paty!


 Mas infelizmente nos perdemos lá dentro! Sabem como é, marinheira de primeira viagem decidi sair de perto da Paty e da Fabi e depois nos desencontramos e não nos achamos mais... Mas foi muito bom ter te conhecido Paty, sei que não faltará novas oportunidades para nos vermos novamente.



 Quando dei de cara com a Saboaria dos Sonhos fiquei alucinada! Poxa vida, pensei!
 Pensem em uma pessoa "simplona", eu! Fui entrando no stand como se não houvesse amanhã... Estava quase lá, quando o segurança veio: Senhora, não pode entrar assim, tem que ficar na fila! 
 Oi?
 Começamos a rir, eu e meu filho!
 Uma fila quilométrica pra entrar... Falei: - Vamos esperar um pouco, essa fila com certeza vai diminuir e daí entramos! - Santa ingenuidade, mal sabia eu.
 















 Algumas imagens a seguir não têm link. Falha minha! :( Coisas de iniciante na Mega, tirei as fotos sem marcar os stands... Mas terão próximas Megas, se Deus quiser! Vou me aperfeiçoando com o passar dos tempos. :)































 Imagens que a Paty enviou pra mim...







 Convido a todos para conhecerem o blog da Paty, De tudo um pouco, uma pessoa especial!
 Bem, estas foram algumas imagens que escolhi para compartilhar e dividir com vocês os momentos que tive na Mega Artesanal. Gostei muito da feira e ano que vem pretendo repetir a dose!
 Beijos de luz a todos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações