13

Receita de Bolo de Ternura e Simplicidade


 Eu nasci e vivi até os meus nove anos de idade na cidade, depois meus pais decidiram mudar-se para o sítio, uma propriedade pequena que na época ficava distante sete quilômetros do município. Antes de nos mudarmos íamos sempre, eu e meu pai, passávamos o dia por lá e eram dias lindos, na minha memória cheios de luz, mesmo os mais nublados e frios...


 Algumas vezes também, minha mãe decidia passar os finais de semana no sítio e era uma verdadeira festa para mim, vê-la arrumando as coisas, carregando a caminhonete, só faltava levar a casa - risos! - acredito que minha intensidade e exagero venham destas lembranças, doces memórias da minha infância! Lembro-me bem que ela sempre levava o caderno de receitas, típico caderno de cozinheira, aqueles com as páginas amareladas e respingadas de manteiga, cremes e intensamente repleto de sabores.
 O sítio tinha uma casa centenária, aquelas feitas com tijolões e barro, o reboque todo cheio de ondulações... Uma cozinha bem grande com um fogão a lenha, portas e janelões de madeira, banheiro para fora, em volta da casa pés de café e um chorão ao fundo... Na porta da cozinha uma moenda de cana, aonde meu pai fazia garapa para nós e embaixo do ranchinho da cisterna um balanço. Uma amoreira enorme, nunca vi tão grande, jabuticabeiras onde eu me pendurava nos galhos, limoeiro daqueles de "entrar embaixo", goiabeira, bananas, abacate, laranjinha kinkan... Nossa, uma doce e saborosa lembrança se faz em meu espírito quando retorno para esta parte da minha infância!


 Lembro-me da minha mãe cozinhando no fogão a lenha e a tardinha assando pães no forno a lenha que ficava no quintal, era um forno modelo iglu, mas bem grande, eu conseguia até entrar dentro!!! E no forno a lenha da cozinha ela assava bolo, o bolo mais simples e mais delicioso que eu já comi nessa vida! Café coado, motorádio 6 faixas com música caipira, o sol se pondo e eu e meu irmão tomando banho de bacia ouvindo os grilos iniciarem sua sinfonia... Mais tarde íamos correr atrás dos vaga-lumes!
 Quando meu pai decidiu que iríamos nos mudar para o sítio foi uma alegria, ele fez algumas melhorias na casa e acabaram decidindo por desmanchar o fogão a lenha, eu nunca entendi o porquê da minha mãe ter resolvido isto... Aos poucos o sítio foi mudando, algumas árvores foram morrendo, outras tiveram de ser extraídas para meu pai construir abrigos para sua criação de porcos. Aos poucos tudo foi se transformando e aquela magia acabou! Hoje o sítio não tem nada haver com a descrição que tenho na minha memória, meus pais voltaram para cidade e já faz mais de um ano que não vou para lá!


 A vida é assim, não dá para viver a mesma coisa várias vezes e nem para estacionar num momento bom e ficar por ali mais tempo do que o necessário para ser feliz... O tempo não para, não volta e o que ficam são as lembranças, os sentimentos e as receitas!
 Aquele bolo simples e delicioso ficou registrado no meu caderno de receitas, hoje já com suas folhas amassadas, amareladas e respingadas de manteiga, cremes e cheio de sabores, como o de minha mãe! Agora é a minha vez de proporcionar para os meus filhos todas as experiências que minha mãe me ensinou e que ainda me ensina!


 Ficaram impressas no meu espírito essas boas recordações da infância, uma fase linda, ingênua, doce e de pés descalços! Eu busco passar para os meus filhos vivências parecidas, experiências semelhantes as que tive na aurora da vida, para que isso se perpetue quando crescerem e que seus filhos tenham o desejo de continuarem vivenciando e repassando esse sentimento saudoso que guardo da minha infância, afinal, o que é bom todos querem sentir e compartilhar. Porém, não lamentarei se por acaso isso findar-se na minha geração, pois acredito que tudo fica eterno dentro da memória e a minha está repleta de lembranças.


 Venho compartilhar minhas melhores reminiscências e também a receita do bolo mais simples e mais gostoso que já comi na vida e, se pelo menos um leitor repetir esta receita, minhas lembranças já estarão sendo perpetuadas e repassadas...



Bolo de Ternura e Simplicidade

 Ingredientes

  • 2 xícaras de chá açúcar
  • 3 xícaras de chá farinha de trigo
  • 4 colheres de sopa bem cheias de manteiga
  • 4 ovos
  • 1 xícara de chá de leite
  • 2 colheres de sopa de gotas ou raspas de chocolate misturadas com uma colher de sobremesa de maisena
  • 1 colher de sopa de fermento em pó


 Modo de fazer

 Separe as gemas e bata as claras em neve, reserve. Bata o açúcar com a manteiga até ficar uma mistura homogênea e clara, adicione as gemas uma de cada vez, sempre batendo. Vá adicionando o leite e a farinha alternadamente até terminar. 




 Pare de bater e misture o fermento manualmente. Incorpore as raspas de chocolate e as claras em neve, coloque em forma untada e enfarinhada. Leve para assar em forno pré aquecido a 210 graus até dourar. 




 P.s. As gotas ou raspas de chocolate foram uma adaptação que fiz na receita a pedido do meu filho João.





 

13 comentários:

  1. Juni,tuas recordações e lembranças desse sítio, do casarão, da infância são as melhores!Coisa boa! E esse bolo só pode ser bom! Adorei as fotos ! bjs praianos,chica

    ResponderExcluir
  2. Como é bom recordar momentos assim...as imagens expressam toda esta emoção! e o bolo? concordo com a Chica! tudo de bom...bjs

    ResponderExcluir
  3. Oi, querida!
    Lembranças lindas e doces que me emocionaram e me fizeram também recordar da minha infância tão feliz no sítio de meus avós. .. Quanto ao bolo,lindo e saboroso com toda certeza, sairá do forno aqui de casa e postarei em breve...Imperdivel,pelo sabor e pela carga afetiva!
    Beijos no coração e nos filhotes,feliz semana,Katia.

    ResponderExcluir
  4. Juni,

    Doces lembranças de sua infância, que me transportaram pra minha.
    Nunca morei na roça, só passava todas as férias na fazenda de meus avós em Minas Gerais.
    As melhores lembranças de minha infância, são dos momentos vividos por lá.
    Assim como a sua vida, a minha também mudou. Nada é pra sempre. O bom disso, é quando guardamos boas lembranças.
    Muito bom você passar essa simplicidade de vida para os seus filhos. Eles também nunca vão esquecer do que vocês têm vivido, e das coisas gostosas que você faz. Lá na frente, serão eles que vão contar para os filhos, tudo que vivenciaram na infância.
    Deu muita vontade de experimentar essa receita, mas eu não posso comer mais açucar, por recomendação médica.
    Uma linda semana! Beijos

    ResponderExcluir
  5. Bom dia, minha querida comadre!
    Como vc está?
    Vim correndo informar vc que a indiquei a uma tag bem útil à nós, donas-de-casa e espero que vc goste! ;-)
    Foi com muuuuuito carinho!

    Veja: http://meudocelarbykarinfilgueira.blogspot.com.br/2015/01/tagueando-com-o-mdl-top-5-produtos-de.html

    Até à noite volto para ler com carinho e atenção seu post, tá?
    Bjs no coração, Deus te abençoe e tenha uma linda semana!

    ResponderExcluir
  6. Lovely memories of your childhood.. Your cake looks delicious.. I must save the recipe, if you do not mind.. Thanks...Have a happy day and week ahead!

    ResponderExcluir
  7. Juni, amada...
    seu blog é como um livro que a gente senta pra "degustar".
    É sempre, sempre muito bom estar aqui lendo estas publicações em forma poética e saudosa... amo vir aqui.
    Parabéns pela beleza do teu ser e da tua família.
    Abraços especiais.
    Desejo que tua semana seja abençoada por Deus.

    Beijokas e até muito breve.
    <3

    ResponderExcluir
  8. Querida Juni,muito obrigada por partilhar um pedaço tão bonita de tua vida e este bolo tão apetitoso!
    Amanhã,as escolas na Bélgica comoe m todas as Quartas,acabem ao meio dia,e meu João pediu-me para fazer um bolo para ele e seu colega que ficará cá conosco até o jantar,farei sua receita,com certeza,beijinhos

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Que bela memória tem de sua infância...tbm tenho momentos maravilhosos da minha...
    E com certeza seus filhos estão captando todo esse amor q. será lembrando e repassado...
    Adorei a receita, tá com uma cara maravilhosa...
    Lindo dia!
    Um super bjo!

    Alê - Bordados e Crochê
    Fã Page

    ResponderExcluir
  10. Oi minha linda tudo bom?...obrigada pelo carinho no meu blog (curiosidadesmontreal.blogspot.com)..e se não fosse você eu nem teria reparado que não tem como seguir o blog...ai ai ai essa minha cabecinha...=D

    Obrigada pela grande ajuda....estou preparando um super artigo com muitas fotos...por isso estou demorando pra postar....mas vai chegar....rsrsrsr

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Olá,
    que lindas lembranças e o melhor de tudo é poderes fazer o mesmo com teus filhos. A vida no sitio para as crianças é uma experiencia muito boa. Esse bolo está divino teu filho sabe das coisas. As gotas ficaram divinas. Tu falou que esteve em Gramado, é bem pertinho daqui vocês podiam ter vindo aqui nos visitar. Que pena na próxima me avisa que vou te buscar lá.
    Bjos tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
  12. Ai, minha linda Flor de Melissa, e o que seria de nós sem nossas memórias ternas e simples, não é mesmo?
    Como vc está, Juni, querida?
    Inspirada vejo que sempre!
    E isso é maravilhoso, não acha?
    Esse é um bolo que amo fazer aqui em casa também. Para saborear com chá ou café. Pra um final de tarde é perfeito, vc não acha? ;-)
    Sabe, me lembrei de quando minha mãezinha podia cozinhar... e que saudades sinto!
    Nunca mais comi um bolo como ela fazia... nem o mesmo nhoque... nem a mesma pizza (massa caseira, molho caseiro, tudo caseiro!)... nem o mesmo suflê de chuchu... puxa vida...

    É sempre especial demais estar aqui, amiga, nesse seu cantinho e com vc - o que é melhor de tudo! ;-)
    Bjs no coração e que Deus continue abençoando muuuuuuito vc, sua família, seu lar, seus projetos... tudinho! <3

    ResponderExcluir
  13. Que delicia de post e de bolo...remeteu-me para algumas memórias da minha infancia :)
    Beijinhos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações