13

Sempre haverá algo para aprender...


 O artesanato entrou na minha vida de uma forma sutil e despretensiosa, tomou conta de todo o meu mundo e hoje é meu ofício e minha terapia!
 Desde que comecei, há dez anos atrás, nunca fiz nenhum curso, nenhuma aula para aprender as técnicas, truques e métodos para realizar as tarefas artesanais. Quando iniciei, eu não tinha nem computador e aprendia tudo com as revistas que comprava! Tenho centenas de revistas que ensinam diversas técnicas de artesanato, é uma delícia ficar lendo-as e buscando inspirações... Hoje temos o Pinterest e tantas fontes de estímulos no mundo virtual, as revistinhas ficaram meio esquecidas, mas vez ou outra eu recorro à elas para ver aquela peça que não fazia a algum tempo, rever artes que ficaram no baú de ideias e tentar fazê-las!


 Nunca fiquei gritando aos quatro ventos que eu não havia feito curso para aprender a modelar o biscuit ou para pintar as caixas que vendia. Apenas fazia meu trabalho e com muuuuita dificuldade eu vendia, porque convenhamos, artesão é um ser difícil de aprender a técnica de vender. Aprendemos tudo quanto é tipo de pintura, textura, modelagem, ponto e pesponto, mas na hora de vender é uma tragédia! Com você, também é assim?


 Bom, como eu penso que sempre é tempo de começar algo novo, surgiu a oportunidade de fazer um curso de feltro em uma loja que vende aviamentos e artigos para artesanato aqui na minha cidade, a Feito a Mão. Mesmo que eu viva cem anos, jamais irei saber a respeito de tudo, sempre haverá algo novo para aprender e uma oportunidade de ensinar o que já conquistei...



 Antes eu tivesse descoberto que isso era tão bom! Passar umas horinhas que seja com gente feliz, que têm suas dificuldades, como todos, mas que estão ali para compartilharem conhecimento, experiências e alegrias é tudo de bom! Iniciamos o curso fazendo uma vaquinha mega fofa, não conseguimos terminá-la hoje, mas acredito que semana que vem já poderei mostrá-la pronta.


 Compartilho com vocês a foto da turma, Ana Paula e a Neusa, que estão sentadas e a professora Natália, uma pessoa linda por dentro e por fora e cheia de paciência para nos ensinar.


 Eita baguncinha boa essa... Só quem faz artesanato entende!


 Não vejo a hora de voltar semana que vem!!!
 Beijos de luz para todos que passam por aqui.

13 comentários:

  1. Lindo poster Juni, muito bom, na arte sempre tem uma coisa nova para aprender.
    E enquanto estamos aprendendo estamos vivendo com intensidade a vida. Lindas suas
    amiga e a professora. Que a paz esteja sempre em seu lindo coração. Bjs

    ResponderExcluir
  2. Que lindo isso,Juni e na certa farás maravilhas em feltro também! E além disso, passar umas horas aprendendo, rindo e brincando é legal! bjs, chica

    ResponderExcluir
  3. Que lindo tudo isso minha querida! adorei a postagem! beijos e bom feriadão!

    ResponderExcluir
  4. Juni, eu tenho uma inveja branca (mentira, branca nada, negrísssima, huahahauaha!) de quem tem talento para artesanato. Tenho uma vizinha aqui que é bem como tu era, de só olhar as revistas (sim, ela prefere as revistas, hahahaha) e borda chinelos incríveis, faz acessórios para cabelo, bijuterias, trabalhos em EVA. Uma graça os trabalhos dela.
    E bem... O ponto negativo da história é exatamente esse que tu especificou: a valorização.
    Acho incrível como as pessoas desvalorizam o artesanato e querem tudo de graça. Como ela tem um salão de beleza que inclusive, sou cliente, percebo o quanto as pessoas pechincham e ficam falando ao pé do ouvido de outros que ela tá "careiraaaa". Ah gente, me poupe! A mulher além de trabalhar no salão, ter marido e dois filhos pequenos pra cuidar, faz faculdade de estética à noite, ainda arruma tempo nas madrugadas para bordar seus chinelos, criar suas bijuterias, seus trabalhos em EVA e crochê e o povo acha isso caro?
    E nem venham me dizer que não entendem porque não são artesãos. Eu não sou (nem em outra encarnação serei, hahaha) artesã, mas valorizo pacas porque tenho noção das coisas. Além do material gasto, tem o que há de mais precioso: o tempo que as pessoas disponibilizam para isso e o trabalho que dá!
    Ser autodidata é maravilhoso e socializar também.
    Imagino o quanto deve estar sendo satisfatório para ti ter a tua própria turminha de artesanato agora, dividir conhecimentos, ideias... Vai fundo!
    Desejo que continue assim, muito feliz! :)))))
    Beijos.

    Rivotril com Coca-Cola

    ResponderExcluir
  5. Olá Juni, muito interessante a reflexão que vc faz aqui sobre o artesanato. A própria palavra diz tudo pois tem arte na sua composição. O artesão trabalha com os sentimentos e isso é muito bonito e não tem preço. Por isso as peças são desvalorizadas. Três sábados por mês eu vou a aulas de patchwork. Aprendo, e muito, lá. Mas o que me faz ir às aulas é mais o convívio, a aura e a generosidade das pessoas que estão ali do que propriamente a aula em si. Por isso entendo, e bem, sua vontade e ansiedade que a semana passe rápido para estar novamente entre suas colegas do feltro. É a melhor terapia do mundo! Bj e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  6. Oi Ju
    Eu não fiz também e foi na garra mesmo , faço algumas coisas , mas agora parei,
    as plantas me rederam, adorei sua coleção de chaves,.
    beijinhos e bom fim de semana.

    http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Juni,
    Que postagem maravilhosa! Vou te contar uma coisa, não sou artesã e não vivo do artesanato, pra mim eh terapia mesmo. Mas, sou apaixonada pelo artesanato e acredito que como vc destacou no titulo da postagemç sempre haverá algo para aprender. Ultimamente tenho feito algumas bijus e vc deve ter visto la no blog e as pessoas gostaram. Entao, tenho vendido algumas. Parabens pelas suas artes e vamos em frente. Linda semana pra vc! Bjs

    ResponderExcluir
  8. Gostei bastante de visitar o seu blog, é muito interessante.
    Um abraço e boa semana.
    http://andarilharar.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  9. Época boa a das revistinhas... foi assim que comecei também. Através de uma "xará" que pintava latas. Me encantou de um jeito que comecei a fazer sozinha. Comprava muitas revistas, mas com o tempo as revistas ficaram cada vez mais caras, com menos páginas e conteúdo (como tudo aqui no Brasil...). Surgiu a oportunidade de fazer cursos e comecei - acho que sempre devemos aprender, pois sempre existe pessoas didáticas para ensinar. Lógico, nem sempre podemos pagar tantos cursos, mas não dispenso algo acessível, que possa acrescentar.
    Com certeza, vender é a parte pior rsrs. Acho que essa parte do aprendizado é a pior, mas também acho que quando nos entregamos e vamos curtindo e aproveitando o tempo ou as pessoas... as peças vão nascendo com tanto amor que mais dia, menos dias, elas voam...
    Curiosa pra ver sua vaquinha, pois acho trabalho em feltro muito, muito fofo.
    As meninas, super simpáticas, abraços pra todas.

    PS: Tem tag lá na caverna. Se quiser trazer e participar, fique à vontade.

    ResponderExcluir
  10. Oi Juni!
    Eu também adoro artesanato, e vez por outra faço algumas coisinhas, é uma terapia, assim como cuidar das plantinhas, amo! Bom, mas, é realmente muito bom participar de oficinas, trocar idéias, aprender mais, pois como você disse, sempre temos algo à aprender, vou aguardar pra ver a vaquinha pronta, tá?
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Juni, também eu aprendi desfolhando muitas revistas.
    Já vendi algumas peças,mas são as amigas que vêem em mim e depois pedem e eu faço. O pior é deixar partir as crias
    Quase tudo quanto faço é para uso próprio ou para oferecer
    Por aqui os cursos não abundam e os poucos que surgem realizam-se em horários incompatíveis. Daí que frequento outros - na net, pois claro.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Juni também aprendi o que sei se fazer cursos, e também tenho uma pilha de revistas armazenadas por aqui é uma nostalgia boa folhear sempre que possível, sobre a técnica de vendas também tenho que concordar, acho que Deus quando disse vou dar o dom das habilidades manuais, mas não terás talento para comercializar, só pode!! fiquei curioso pra ver a vaquinha pronta e passar um tempinho assim ao lado de pessoas que tem o mesmo pensamento é demais.. BjoO grande e um lindo fim de semana!!

    Att; Wesley Felício

    ResponderExcluir
  13. Juni,
    Que coisa boa. Eu já aprendi muito sozinha, com revistas, vendo Ana Maria Braga...rsrs... e em cursos. Esse tempinho é muito bom, junto a pessoas que falam o mesmo assunto, gostam das mesmas coisas, compartilham experiências e não só de artesanto.De vida.
    Quando cheguei aqui na Espanha, dei cursos de "manualidades". Aprendi mais que ensinei.
    Tinha umas senhorinhas que me ensinaram até a cozinhar comida espanhola. E era uma diversão, uma começava dar a receita e a outra metia a colher. Sempre temos algo prá aprender ou para ensinar, né? Espero prá ver suas artes em feltro e que sabe muitas inspirações para o Natal :)
    Besitos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações