1

Estações...

 Lembro-me dos tempos de infância, quando o tempo passava tão sossegado por mim...manhãs frescas, tardes aconchegantes e noites acolhedoras. Lençóis de algodão com bichinhos, travesseiro de anjinhos nas orelhas (medo dos besouros!). Acordar, levantar, sorrir, caminhar, estudar, ah...lembro-me saudosamente e verdadeiramente, sabendo o que preenchia meu coração era inocência de criança, sentimentos tão puros, sem maldades, algo que quase não encontramos hoje em dia. Difícil encontrar uma infância pura, ingênua, não digo que não há, mas o que vendem hoje em dia para a infância é uma malícia mascarada, subliminar, que incomoda, mas não sabemos o que fazer, como agir.
 Nos meus dias de infância os pés eram na terra batida, o cheiro era do café feito no fogão à lenha, os peixes eram do rio na beira de casa, as maldades eram assustar as pessoas com as rãs caçadas com lanterna, a magia era dos vaga-lumes que capturávamos ao anoitecer de dias quentes... Lembro-me tão bem, chego a fechar os olhos e voltar no tempo.
 Agradeço à Deus por poder fazer o mesmo com meus filhos, por ter a sorte de proporcionar aos meus moleques as mesmas arteirices que fiz quando criança! Poder correr, pular, brincar na grama com a mangueira de lavar o quintal em uma tarde quente, modelar argila, mexer na terra até que as unhas fiquem marrons, comer bolo quentinho feito no forno à lenha, tomar chá de hortelã colhida no jardim numa tarde chuvosa, dormir com o cachorro, ter ataques de riso só por fazer uma careta.
 A felicidade da vida está na simplicidade do dia - a - dia !
 Tenham um feliz fim de semana. Beijos.

Um comentário:

  1. Que bom te ver,Juni e esse texto que fala da simplicidade das coisas é lindo! beijos,ótima semana,chica

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações