6

A construção através do aprendizado

 A leitura é parte essencial para a sobrevivência da alma de um ser humano. Uma das coisas mais tristes que há é uma nação sem comida na mesa e sem leitura na algibeira. Precisamos do alimento para o corpo, mas também há a necessidade do alimento da alma, aquele que enriquece nossos pensamentos e nos leva a sonhar e fantasiar, conhecer o mundo sem sair do lugar, formulando ideias e questões que nos impulsionam adiante para uma caminhada cheia de letras, cores e formas, informações que nos deixam a par da realidade de outros lugares e de outras pessoas. Não somos mais apenas um indivíduo, mas o indivíduo que lê e relê aquilo que lhe interessa e que lhe traz prazer e conhecimento.
 Eu me encanto com a alfabetização em crianças e me encanto ainda mais com a alfabetização de um adulto. Já tive o prazer de trabalhar com alfabetização de adultos, não havia nada mais gratificante do que enxergar naquelas pessoas sofridas e amarguradas pelas dificuldades da vida o prazer que sentiam quando iniciavam o conhecimento das letras, quando usavam essas mesmas letras para se comunicarem com o mundo através da leitura.
 Passeando pelas sendas da alfabetização dos meus filhos, onde participei ativamente desde seus primeiros indícios de que já era hora de realizar estímulos para desenvolver as várias áreas cerebrais responsáveis pela visão, olfato, tato, paladar, audição, ou seja, nossos cinco sentidos, admirei-me ainda mais ao enxergar cada etapa desse desenvolvimento sendo construída através de suas descobertas e do afeto e carinho que eu utilizava no momento exato de cada novo conhecimento adquirido.


 Este foi o ano da alfabetização do meu filho caçula! Recordo-me claramente, e espero guardar estas lembranças por toda minha existência, os momentos de novas aquisições de conhecimento do meu filho mais velho, as cores, texturas, gostos, depois as formas, quantidades, espessuras, mais tarde as linhas tortas que eram traçadas para a escrita de cada letra, de cada numeral até o exato instante em que estas mesmas letras transformaram-se em sons, em sílabas, em palavras. E com o caçula não poderia ter sido diferente, aliás, foi sim! Cada filho é único e cada um carrega suas potencialidades e dificuldades e cabe a nós, pais, educadores identificarmos cada uma delas para evidenciá-las e trasnformá-las de acordo com as necessidades de cada filho.
 E foi nesse clima de descobertas que visitamos a 12ª Edição da Feira do Livro de Sertãozinho. Há doze anos atrás nascia meu filho mais velho e nascia também a feira do livro na nossa cidade. Interessante acontecimento...coincidente com o fato de ele ter o gosto pela leitura desde que foi alfabetizado. Primeiro eram os gibis, depois as revistas de Ciências, mais tarde os livretos de curiosidades e hoje são livros e mais livros de assuntos variados que ele descobre, viaja e imagina através da leitura.


 O emblema da 12ª Feira do Livro de Sertãozinho foi : "Educar: a responsabilidade é de todos!". Identifiquei-me com a frase, pois acredito que a educação é responsabilidade de todas as pessoas que convivem na sociedade. Pais, professores, tios, avós, todos têm o dever de educar as crianças que passam pelo seu caminho, quer seja por um instante, quer seja pela vida toda. Sempre há uma oportunidade de ensinamento e aprendizado, sempre há uma oportunidade de educar quem está ao nosso lado e de recebermos algo que possamos agregar em nossa educação.



 O tema escolhido "Família e Educação" deve ser abordado cada vez mais entre pais e professores. Eu tive e tenho o grande esforço de participar ativamente no processo de aprendizado dos meus filhos, eu e meu marido nos esforçamos a cada dia para ensinar valores morais dignos para que sejam homens de bem, não colocamos nas costas da escola a responsabilidade de ensinar o que é certo e errado aos nossos filhos, somos conscientes de que a escola é um fator que agrega na educação deles, mas somos nós que construímos a base sólida que servirá de alicerce no futuro, para que sigam o caminho do bem com o conhecimento que receberam dos professores.
 Com tantos acontecimentos bizarros nas escolas, onde alunos praticamente espancam seus professores, eu acredito que esse tema precisa ser cada vez mais abordado e trabalhado nas escolas de todo o país. Em verdade o Brasil é um país muito grande, com realidades discrepantes, existem lugares onde crianças lutam todos os dias para tentar estudar, viajando durante horas para chegar em escolas precárias e sem materiais básicos necessários para a dignidade dos atos de ensinar e aprender; há ainda escolas novas que precisam de finalização nas suas construções para serem inauguradas e crianças ávidas por uma aula digna e de boa qualidade; outras que têm esse tesouro nas mãos e deixam escapar perdidos entre brigas e lutas diárias com os monstros que encontram dentro deles mesmos, aonde demonstram através de atitudes violentas e sanguinárias contra colegas e profissionais da educação.
 Poucos pais estão atentos a esse dilema constrangedor e avassalador que corrompe a educação em nosso país. Ou estão de mãos atadas, tendo que conviver com a realidade que os políticos impõe ao povo, negando escolas, merenda, material e uniformes ou, preferem esconder as dificuldades sociais e comportamentais que seus filhos apresentam quando estrapolam de todas as formas negativas contra professores, diretores, inspetores e colegas.
 Uma parcela pequena está consciente de seu papel de pais e educadores, formadores de seres humanos que serão dignos ou não, de acordo com os exemplos vivenciados dentro do lar.
 É bem verdade que para toda regra há uma exceção, e claro que existem pais esforçados e compromissados que tentam e lutam para dar bons exemplos aos filhos que teimam em seguir o caminho contrário traçado pelos seus genitores. Mas para debater esse assunto, teríamos que dividir esse post em dias, semanas, meses tal a complexidade do fato.
 Prestigiar um evento dessa importância na vida de nossos filhos, como foi e como sempre é uma Feira do Livro, foi muito prazeroso. Ver as sementes que semeamos germinando é de muito valor, emocionante eu diria. O trabalho de educar os filhos é diário e incessante, não há folgas, não há como direcionar uma criança no caminho do bem se não exemplificarmos, apenas falar e falar não irá fazer com que aquele pequeno ser construa dentro dele algo de bom e harmonioso, então o trabalho é suado e árduo, mas gratificante em momentos como este, onde você enxerga seu filho sentindo prazer em adquirir um livro, um material dourado, dedoches...enfim, seu pequeno pedacinho de gente está começando a fazer suas próprias construções através de seus exemplos e isso vale mais que qualquer coisa nesse mundo.



 A abertura do evento foi muito bonita contando com a presença de várias autoridades municipais, do escritor local homenageado, Doutor Gilberto Antônio Marques Bellini e do patrono do evento, o artista Rolando Boldrin, que teve uma homenagem prestada pela Casa de Leis, conferindo-lhe o título de "Cidadão Sertanezino". Após a cerimônia, houve a apresentação do show "Causos e Canto", do referido artista.
 Houveram também apresentações da Orquestra Jovem de Sertãozinho.





 A Feira contava com a presença do projeto Geladeiroteca, um projeto muito bacana de incentivo a leitura.



 Incentivar nossas crianças a ter bons hábitos desde cedo como ler, auxiliar o próximo, respeitar as pessoas e ter consciência de seu papel de cidadãos no mundo é primordial para a construção de um mundo melhor.



6 comentários:

  1. Lindo teu post e realmente incentivar a leitura dos pequenos vale muito e isso eles levam pela vida afora! Desde pequenos aprendem a amar os livros! Lindas fotos, beleza de feita de livro. Momentos culturais vividos em família! Valeu! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Juni, a feira deve ser maravilhosa e é tão bom quando a criança gosta de ler. O meu filho Tiago não dorme sem eu contar uma história, tomara que ele continua gostando. Acho que o importante é o exemplo dos adultos lendo.
    Que família linda você tem, que Deus os abençoe. Bjos!

    ResponderExcluir
  3. great !
    Greetings from Poland :)
    Katarzyna


    www.sajuki.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Bom dia, Juni!
    Me vi em seu pequeno - sempre tive muito gosto pela leitura. Li muito rápido e estava sempre à frente da turma da escola, buscando livros e mais livros. Fui muito à Bienal, embora meus pais não pudessem comprar livros e me levar sempre, pedia emprestado e trocava. Até hoje curto ler.

    O tema proposto é fundamental. Hoje em dia as famílias estão esquecendo suas responsabilidades na educação - jogam essa para os professores, que em poucas horas têm de educar, dar aula, tentar incutir valores morais e fica entre a cruz e a espada (sistema x família). Como seria bom se todos tivesse essa consciência!

    Evento legal, gostei de ver a orquestra dos pequenos.

    Postei mimos no meu cantinho, caso queira participar, fique à vontade.

    Abração e ótimo dia.

    ResponderExcluir
  5. Oi Juni, parabéns pelo padrão de educação que você está passando p/os teus filhos. Com certeza mais tarde eles vão se orgulhar desses pais maravilhosos.
    Bjssssss amiga e muito obrigada pelo carinho que tem me dispensado...
    Desejo uma noite muito abençoada p/vcs

    ResponderExcluir
  6. Juni, minha querida, olá!
    É lendo uma riqueza de post como os que encontro por aqui (sejam eles de temas relacionados à cidadania, receitinhas, artesanato, etc, vc sempre encontra uma maneira de enriquecê-los ainda mais! Aliás, seu ponto de vista sempre faz a diferença!), que lamento profundamente o fato de ter tão pouco tempo para as minhas visitas, viu... :-(
    De qquer forma, que maravilha ter conseguido vir hj e encontrar além de vc e sua família - que delícia de se ver! -, um assunto que amo tanto: a leitura. Em especial, "Educar: a responsabilidade é de todos!", conforme diz o emblema da feira.
    Pq, realmente, eu tbm acredito que a responsabilidade de educar está no âmbito familiar e escolar. Em ambos!
    Parabéns pela educação que vc e seu marido dão à seus filhos, que certamente serão grdes homens lá na frente e que, certamente, terão mto orgulho dos pais que tem!

    Bjs de admiração!
    Fique com Deus e Feliz Primavera!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações