1

Milho de grilo

Sempre gostei de mato, de andar no meio do mato e conhecer as plantas, por isso, desde bem pequenina foi me apresentado esses frutinhos silvestres. Eu era uma boa companheira de andanças do meu pai, ele ia pro sítio e me levava... E numa dessas caminhadas com ele conheci o milho de grilo e, claro, experimentei.
Lembro-me de muitos acontecimentos junto do meu pai quando andávamos pelos matos. Ele me ensinou muitas coisas, apresentou-me muitos frutinhos silvestres que hoje, quando encontro no sítio em Monte Santo, sinto meu coração pulsar com um sentimento meu, algo que não tenho palavras para explicar, mas é bom!
Sempre passo para os meus filhos as coisas que aprendi com meu pai quando andávamos pelas matas, é gostoso vê-los experimentar os frutinhos, enxergar nos meus filhos o que um dia meu pai via em mim, embora muitas vezes, na verdade a maioria delas, meus filhos não gostam dos frutinhos e eu sempre adorava cada sabor, adocicado ou azedinho. Hoje vejo e vivencio como são formadas as culturas populares e que são passadas de pai para filho.


 Esse é o milho de grilo, um fruto miúdo agrupado em esferas violáceas formando pequenos cachos, a polpa adocicada é pouco carnuda e envolve um caroço maior que o esperado! Para minha surpresa, enquanto pesquisava a respeito, descobri que o milho de grilo é da família Verbenaceae de nome científico Lantana aff. lilacina Desf. , ou seja, milho de grilo é um cambará...


 E agora, analisando bem, vejo as semelhanças entre o cambará de flores arredondadas e o milho de grilo. A diferença entre as flores é exatamente a forma de agruparem-se entre círculos e cachos. Já as folhas, para um leigo como eu, são iguais, percebo apenas a diferença de tamanho... Mas ambas são serrilhadas e lixentas.


 O cambará também dá uns frutinhos da mesma forma que o milho de grilo, mas são azuis e o cacho que formam agrupam-se em tamanho menor. Perguntem se não vou experimentar da próxima vez que encontrar pelos matos?
 A propósito, os frutos da lantana NUNCA devem ser consumidos verdes, pois são altamente tóxicos, fotossensibilizante e hepatotóxicos. Para o gado são fotossensibilizantes e a ingestão em doses maiores pode provocar a morte do animal.


 Encontrei duas origens para o nome, ambas do tupi guarani. Erva cheirosa que dá fruto em espiga e "caa" - planta - "mbaraá" - enfermidade.
 Aliás a lantana é utilizada na fitoterapia e medicina popular para combater infecções do trato respiratório como tosses e bronquites. São utilizadas as flores e folhas em forma de infusões e xaropes, os frutos comestíveis são muito apreciados por pássaros e as flores por abelhas, sendo considerada uma espécie melífera.
E você conhece milho de grilo?

Um comentário:

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações