11

Foi somente um até logo...


 Há dias em que me sinto como uma fortaleza, intocável e indestrutível, porém, algumas vezes é como se essa solidez estivesse em ruínas, desprotegida e prestes a cair. A vida tem exigido um comportamento que eu não sabia possuir, Deus entregou-me um momento difícil, de dor, mas de beleza, bondade com o meu espírito. Ter recebido de Deus essa confiança trouxe paz para o meu coração, tem me auxiliado nos momentos de aflição e angústia, sinto o fortalecimento do meu espírito e sinto-me mais segura diante das convicções divinas à meu respeito.


Há quase dois meses eu vivi até agora, um dos momentos mais difíceis da minha vida. Recebi a notícia de que meu pai havia passado mal e estava sendo atendido em um pronto socorro, em outro município, distante uma hora e meia de onde residimos. Fui chamada para acompanhar o que estava acontecendo; quando eu cheguei meu pai havia acabado de desencarnar e apenas eu consegui chegar para vê-lo, Deus confiou-me esse momento da existência do meu pai. Isso já estava designado para mim e para ele e com uma probabilidade muito grande, nossos espíritos já tinham conhecimento de tudo o que aconteceria naquele dia e naquele momento.
Ali eu comecei a descobrir uma força que eu não tinha compreensão, uma fé e confiança nos desígnios divinos que eu não tinha conhecimento possuir.
Não foi fácil, mas eu percebo a bondade de Deus no meu caminho, sinto a presença Dele na minha vida e no meu relacionamento com o meu pai. Um laço afetivo que foi construído e que naquele momento eternizou-se com a sua passagem e a minha companhia, em um dos momentos mais difíceis para o indivíduo lidar.


 Pode parecer contraditório dizer que a morte de alguém que amamos é um sinal da bondade de Deus. Mas por que tratamos a morte como uma tragédia? Por que depositamos no findar das batidas de um coração todas as nossas angústias, pesares e decepções? Se a divindade assim o fez, o que teríamos nós que fazer?


 A morte pode ser tão natural quanto o nascimento, tão menos traumático e doloroso se a olharmos com humildade perante o Universo. Não temos poder algum, nem com o tempo, tampouco com nossos "planos" materiais, não somos detentores de absolutamente nada aqui na Terra, por isso sofremos tanto com a morte, por acharmos que temos o comando das situações, que somos depositários de um tempo que não nos pertence.


 A separação física, muitas vezes repentina, é algo difícil de lidar. Não é fácil olhar para o lado e não enxergar o pai querido que muitas vezes te ajudou com alguma situação de difícil resolução, não é bom saber que esse pai não estará no próximo almoço de domingo, que ele não brincará mais com seus filhos e nem irá trazer o milho verdinho de sua preferência que só ele sabia escolher! Essas situações doem, são difíceis de viver, mas se enxergarmos nesse pai a continuidade da caminhada do espírito, a dor fica mais amena. Se conseguirmos vivenciar a realidade dolorida da separação física com a consciência espiritual de que todos faremos a passagem para nossa verdadeira pátria e que ali formaremos uma grande e amorosa família universal, talvez, conseguiremos vencer a dor e sorrirmos com a morte.


 Estou tentando... Colocando todos os meus esforços para compreender a vida como uma pequena página da minha infinita existência. Não quero me deter na morte, não preciso direcionar minhas forças naquilo que crescemos acreditando ser o fim da vida; eu posso mudar minha concepção de fim, trazendo para dentro da minha alma a essência de cada sentimento, o cerne dos relacionamentos afetivos e eternos que firmo e concretizo na minha existência.


Depende de cada vontade, submete-se ao sofrimento quem o escolhe e cresce aquele que transforma a dor em alicerce sólido para vencer suas próprias imperfeiçoes.


11 comentários:

  1. Juni, li e me emocione com tua força!Que triste perda
    E mesmo nãos sendo fácil tu agradece pela graca final! fica bem! Bjs chica

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Meus sentimentos, pela sua perda. Todos haveremos de sair do mundo, deixando para trás todos os que amamos e tudo que fizemos. Acho que isso dói tanto para os espíritos que ficam quanto para o que vai. Mas você conseguiu compreender o processo de modo mais profundo e isso é sempre um consolo.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Meus sentimentos Juni
    Fico feliz por ter encontrado edta Paz .. esta certeza de que teremos uma nova Pátria.
    Ter essa paz e convicção significa que os momentos que passamos com a pessoa amada foi Impar e que no tempo determinado pelo "Pai" estaremos todos juntos novamente.
    Saudades teremos mas a certeza desse momento aquietarå seu coração.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Querida Juni,meus sinceros sentimento pela perda material do teu pai. És tao jovem e já tão evoluída espiritualmente. Esta sintonia com a divindade,esta aceitação e esta paz que tens,faz de ti Luz!Fica -te bem.A vida precisa seguir seu fluxo normal.Tudo que amamos eterniza em nós. Beijinhos no coração!

    ResponderExcluir
  6. poxa Juni, fa tempo que não passo aqui e agora recebo a notícia de que passastes por essa situação, mas que bom que encontrastes essa força, esse entendimento, essa sabedoria e sentimento. Eu tbm acredito q aqui não é minha pátria. e essa é minha única esperança. desejo que tua dor profunda passe logo. abraços

    ResponderExcluir
  7. Hello, Juni, so sorry for your loss. What a lovely tribute to your Father. Beautiful photos and memories. Wishing you peace and sending my hugs.

    ResponderExcluir
  8. Sim, a vida é cheia de desafios, de coisas boas e outras nem tanto, saber lidar com a perda de uma pessoa querida é sempre muito difícil, mas como você disse, aparece uma força que nem sabemos que existia, e a gente sobrevive, me senti sem chão quando meu pai se foi, mas tive que prosseguir e superar, é vida que segue...
    Que essa fortaleza te ajude sempre em sua vida.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Oi Juni
    sinto muito pela perda, mas sinta-se amparada pela força divina. Ela vai te sustentar nas horas de saudades que certamente virão. Fazemos tudo em vida, e como filha querida e ele levou isso consigo. Fique bem e que Deus esteja contigo em todas as horas. bjs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações