11

Tempestades sempre passam


 Faz tempo que eu tento me encontrar, faz tempo que venho lutando para me deparar com minha essência, buscando enxergar o que de verdade existe no meu coração, do que é composta minha alma, o que é meu e o que é do outro. 
Exercício difícil, por vezes assustador... 
Em alguns momentos você vê o que é bom, em outros nem tanto e em muitos mais você descortina todas as suas sombras, suas piores escuridões...


O que fazer?
Têm horas que sei o que fazer e outras não faço nem ideia.
É como um tiro de pistola no cérebro, não saber o que fazer e nem se é digno disso. Sentir-se como um demônio numa estrada sem rumo e de repente, toda indecisão fazem parte da sua vida; a estrada é solitária e só você mesmo consegue sair dela, se quiser.
Morrer a cada dia lentamente e sem dizer nada a ninguém sobre suas angústias, seus piores medos e suas maiores vontades, sentir-se frustrado, idealizar um sonho, um caminho e sentir-se incapaz de trilhar esse caminho com seus próprios pés.



A glória nunca chega pra quem tem medo, a vitória de seus fantasmas nunca acontecerá se você se guardar demais, se você não enfrentar o mundo de cabeça erguida e se não tiver coragem de olhar-se no espelho e enxergar-se com transparência.
Podem tentar te derrubar, podem querer o seu fim, mas se você fizer suas próprias escolhas, nada e nem ninguém poderão te deter nesse caminho de fé quebradiça e lágrimas ardidas escorrendo dos olhos.


Preciso descobrir quem sou eu, descobrir quem fui até hoje... Anos e anos de medicação tiraram minha razão, minha sobriedade. Viver assim é enganar-se, dopar seus pensamentos, mascarar seus sentimentos.
Deixar tudo transbordar, permitir  vir à tona todas as vontades escondidas em um sótão escuro, ter coragem diante desse medo que me paralisa; aceitar-me como sou e gostar disso.
Não importa se são dias ruins, não importa quantas vezes vou gritar alto dentro de mim mesma, não importa o que aconteça; acreditar em Deus, crer na imortalidade da alma e não acreditar em mim é um contra senso, é uma hipocrisia e eu não aguento mais viver isso diante do espelho.
A vida é um mistério, nós fazemos parte disso e se em algum momento não decidirmos ficar de cara limpa, literalmente, nada terá valido a pena.


Se toda dor que vivi nos últimos doze meses não me quebrou, se tudo que escolhi enfrentar nesses dias nublados não me paralisou, com toda e absoluta certeza, não será agora que ficarei no chão, embora muitas vezes, em um passado de pouco mais de catorze anos atrás, tenha estado e experimentado o fracasso de mim mesma.
Vivi um lago de emoções, hoje experimento o mar revolto dos meus sentimentos, o silêncio da noite mal dormida, a lágrima da emoção, da tristeza, da alegria...
Ainda vou cair muitas vezes, eu sei, mas também sei que se me levantei diante de perdas dolorosamente dilaceradoras, vou levantar-me ainda mais forte a cada queda a partir de então.
O que eu sei nesse instante é que não vou mais me encolher pra vida, não vou mais me esconder atrás de um pseudo equilíbrio emocional.
Só por hoje eu quero ficar sem medicação, só por agora eu decido ficar sem a medicação... E definitivamente quem decide sou eu!




11 comentários:

  1. Juni, tuas palavras sempre verdadeiras e intensas e a conclusão final vale muito sempre ser lembrada...Tudo sempre passa! Temos que encontrar nosso jeito e modo de atravessar as tempestades da vida! bjs, linda semana! chica

    ResponderExcluir
  2. "Se o homem conhecesse a extensão dos recursos que nele germinam, talvez ficasse deslumbrado e, em vez de se julgar fraco e temer o futuro, compreenderia a sua força, sentiria que ele próprio pode criar esse futuro." León Denis.

    ResponderExcluir
  3. Querida Juni,Descobrir o verdadeiro propósito da vida,a própria essência não é tarefa fácil. Foi na yoga e na meditação que aprimorarei meu auto-conhecimento e encontrarei novos caminhos para viver.Tudo o que passamos de dificuldade,nos torna forte e sábios.Nada é eterno e tudo passa.Eu te desejo novos caminhos e que seja leve e feliz,muitos beijinhos!

    ResponderExcluir
  4. Mesmo remediado a alma as vezes o corpo precisa de remédios químicos que ajudam a alma a ir se libertando e se conectatando novamente, onde, mente corpo e alma se conectam, equilibram se e libertam se, isso requer acompanhamento médico, psicológico e pessoal principalmente(tem que querer melhorar sempre).

    ResponderExcluir
  5. Texto muito rico. Vida muito rica! Me fez pensar... com licença, vou refletir aqui.
    Cada um sabe exatamente do que precisa! Cada momento pede que nos acolhamos ao invés de encolher rsr... assim, podemos prosseguir com a certeza de que com ou sem as "muletas" continuaremos inteiras porque as deficiências maiores são sempre invisíveis. E são elas as grandes professoras que nos fazem melhores, SE aceitarmos essas condições e com elas convivermos! Assim, efetuamos a conversão pra vivermos cada vez melhores com a certeza de novas possibilidades!
    Juu..vida longa pra você com muito amor!!!

    ResponderExcluir
  6. Cara Juni, il nostro corpo e la nostra mente a volte sono molto complicati da gestire.
    Ci vuole tanta pazienza e tanta forza di volontà per potersi liberare e ricominciare a vivere in serenità.
    Non so cosa ti sia successo, ma dalle tue parole sempre molto vere e piene di amore si capisce che non stai attraversando un periodo molto felice.
    Guardo però la foto del tuo profilo e vedo questi due bellissimi bambini che sicuramente si sapranno dare la forza per rialzarti e ricominciare più forte di prima !!
    Ti abbraccio con infinito affetto
    Love et bisous Ve

    ResponderExcluir
  7. Cara Juni, il nostro corpo e la nostra mente a volte sono molto complicati da gestire.
    Ci vuole tanta pazienza e tanta forza di volontà per potersi liberare e ricominciare a vivere in serenità.
    Non so cosa ti sia successo, ma dalle tue parole sempre molto vere e piene di amore si capisce che non stai attraversando un periodo molto felice.
    Guardo però la foto del tuo profilo e vedo questi due bellissimi bambini che sicuramente si sapranno dare la forza per rialzarti e ricominciare più forte di prima !!
    Ti abbraccio con infinito affetto
    Love et bisous Ve

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Scusa me ne ha pubblicati 3 !!!ohhhh !!!
    Love Ve

    ResponderExcluir
  10. Um texto de uma riqueza imensa... relatando uma experiência de vida... que certamente será partilhada também por muita gente, em igualdade de circunstâncias...
    A vida por vezes, proporciona-nos circunstâncias, que nos podem levar a um estado de isolamento ou depressão... e isso, não é vergonha nenhuma... sendo muito mais comum, do que muita gente possa pensar!... Pois qualquer pessoa, pode estar sujeita a tal... saber ultrapassar, ou aprender a conviver com um estado de ansiedade, ou depressão... é uma luta de grande mérito!...
    E termos a consciência de tal... é o primeiro passo, para não nos deixarmos vencer... Sobre tratamentos... não me posso pronunciar... por falta de conhecimento... mas sei que haverá imensos... e se haverá medicação, que achamos que não nos faz bem... haverá outro género de medicamentos... às vezes de origem natural, que não causando dependência química... permitem óptimos resultados... aqui em Portugal, nos meios de comunicação, já se vão anunciando imensos medicamentos, por exemplo à base de extracto de valeriana... uma planta, que ajuda a evitar os problemas do sono, por exemplo... sei disso, porque aqui a minha mãe toma... por não poder tomar outros medicamentos, que compliquem, com a restante medicação para o coração...
    Como muito bem diz... todas as tempestades sempre passam! Para cada nuvem bem cinzentona, na nossa vida... sempre haverá um céu bem maior... não deixemos, uma simples nuvem, toldar-nos a nossa vida... que tem muitas coisas bonitas para nos oferecer...
    Beijinhos! Tudo de bom!
    Ana

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações