2

Meu limão, meu limoeiro


Quando fomos conhecer o sítio para comprá-lo, entramos na área de reserva para ver as nascentes de água que ali existem. Passando pela margem de uma das partes da mata nativa, vimos um pé de limão, que na região eles chamam de "limão laranjinha".
Eu nunca tive dúvidas desde que passamos pela estrada de eucaliptos indo pra lá de que era naquele lugar que começaríamos nosso projeto e conforme íamos conhecendo a propriedade eu ia reforçando essa certeza dentro do meu coração. A cada passo eu me encantava mais e mais, era como se Deus estivesse conversando com minha essência naquele momento e a cada novo olhar eu tinha minha convicção fortalecida, ainda que tudo estivesse como uma névoa por entre nossos olhos.
  

Meu marido nunca encontrava o limoeiro depois que compramos o sítio. Eu nunca mais me esqueci onde ele estava.
Limão laranjinha é o limão cravo - Citrus x limonia - também conhecido por limão rosa, limão cavalo, limão francês. A espécie é possivelmente o cruzamento entre tangerina e cidra ou tangerina e limão, nasce espontaneamente nas montanhas, pastos e beiras de rios nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste. 



Hoje o Luciano já sabe onde fica o limoeiro, mas andando pela mata dias atrás, encontrei mais dois pés desse limão. Agora preciso ensiná-lo onde ficam! 😃 😁 😆


Limão é uma fruta rica em vitamina C ou ácido ascórbico e sua principal função é dar resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos além de proteger contra vírus e bactérias. 
Como é uma fruta de sabor azedo o melhor é consumi-la em sucos para os dias de calor, ou como chás para os dias frios a fim de combater os primeiros sintomas da gripe. Beba quente duas vezes ao dia.
Faça o chá fervendo cerca de 500 ml de água junto com um limão cravo cortado com a casca, uma colher de sopa de gengibre cru, um dente de alho descascado e quatro cravos índia. Adoce com mel. 
O limão cravo também é ótimo para marinar carnes vermelhas e na produção de doces da própria fruta.
E não é só a fruta do limoeiro cravo que é boa para chás, as folhas também. Com apenas cinco folhas de limoeiro em 600 ml de água fervente você faz um ótimo chá para problemas digestivos, mas não ferva as folhas com a água, deixe-as por dez minutos abafadas depois de esquentar a água, retire-as para que não fique com gosto ruim, caso prefira pode adoçar com mel. Tome uma xícara após o almoço e o jantar.


É muito bom poder fazer essas caminhadas na mata, sentir o cheiro da natureza, fechar os olhos e perceber cada som e ao abrir os olhos enxergar Deus em todos os detalhes!


Essa foi a colheita! Um chapéu cheio de limões rosa, cravo, francês não importa o nome, convém saber que são deliciosos e já fazem parte da nossa história nesse lugar mágico!


Meu limão, meu limoeiro foi escrita por José Carlos Burle em 1937 e foi gravada por artistas como Inezita Barroso, Wilson Simonal e Eduardo Araújo.
Beijinhos de luz!

2 comentários:

  1. Quando eu era moca brincava de roda com essa canção do limão meu limoeiro que saudades me fez lembrar dos tempos bom que não volta mais era feliz e nao sabia

    ResponderExcluir
  2. Que lugar lindo. Deve ser muito goatoso passar os dias aí. Conheço bem esse limão, tem muito suco e o aroma é delicioso. Bom final de semana. Bjs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações