4

Inspirações


 Depois da ceia de Natal repleta de sentimentos como a pureza, o perdão, a caridade e o desejo de reconciliações, é chegado o momento da mudança... Ou, no mínimo, é o que se almeja!


 O ser humano é um indivíduo cíclico que demanda a finalização de estágios e etapas. Desde os mais remotos tempos a datar da pré-História que os indivíduos que deram origem a espécie Homo Sapiens vivem de eras, onde a vida está em constante adaptação ao meio e evolução.



 Ao  final de um ciclo o ser humano faz um balanço de todas as suas ações e sentimentos, procurando pontos onde possa melhorar e alguns outros aspectos em que deva evitar ou refazer.
 Por isso, com o término do ano, as pessoas sentem a necessidade de traçarem novas metas e de remodelarem suas atitudes através de transformações positivas, visando o bem estar mental e físico.

 
 Rituais, superstições, hábitos e costumes fazem parte desta onda gigante de ações para que um novo ano comece com esperança de dias melhores e confiança em algo que não se vê, apenas sente-se... E espera-se que aconteça em conveniência com a vontade latente em cada destino.


 No meu pensamento estão diversas vontades, porém, com pouca crendice... Será pouca, ou eu não as enxergo de verdade?
 Pra começo de conversa não gosto de passar a virada do ano com nenhuma, sim, eu disse nenhuma peça de roupa nova!!!! Há motivos para que eu creia que não irei ter um bom ano se usar uma peça nova, mas dispenso maiores detalhes...

 
 O que prezo em uma ceia de Ano Novo é a simplicidade...
 A informalidade despretensiosa me fascina, tudo que é espontâneo se transforma em algo encantador, principalmente no que diz respeito à decoração e harmonização do ambiente.
 As infinitas possibilidades de conversões do inusitado em encanto e beleza são os meus maiores aliados no que diz respeito às preparações para a ceia de Ano Novo.


 Não tenha receio em ousar... Inspire-se e recrie, abuse da imaginação e isso será o ritual mais auspicioso que poderá ocorrer no seu Réveillon!



 A propósito, Réveillon, palavra de origem francesa derivada do verbo réveiller, "despertar", do latim vigilare, "estar atento", "em vigília".


 Mais do que hábitos, crendices e rituais, devemos nos atentar ao fato de vigilância de pensamentos, sentimentos e ações, sendo condizentes ao que praticamos externamente. Não adianta buscar a simplicidade no que diz respeito à ambientação da ceia se dentro de nós existe um mar imenso e revolto de sentimentos impuros e mal trabalhados.


 Toda mudança começa de dentro, toda transformação tem início com um pensamento, gerando um sentimento de vontade e consequentemente em uma ação positiva que irá ocasionar o bem-estar próprio e coletivo.


 Não é preciso esperar a virada do ano para mudar, mas não há mal nenhum em aproveitar a oportunidade, já que estamos há poucas onze horas e meia do início de um novo ano... Comece, transforme, mude, reinvente-se e seja feliz!

 

4 comentários:

  1. Linda mensagem tia Jú!!!
    Um Feliz Ano Novo à vocês!!!

    ResponderExcluir
  2. Linda mensagem tia Jú!!!
    Um Feliz Ano Novo à vocês!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada tia Grazi, Feliz 2016 à vocês também. beijos!!

      Excluir

Deixe seu comentário, isso me fará muito feliz!!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Encomendas


http://www.flor-de-melissa-atelier.com/p/contato.html


Marcadores

Visualizações